MINICURSOS

Consulte a tabela de valores aqui.

OrganizadorHorárioDuração da SessãoMinicursoEmentaInstrutorCurrículo
IBP9h às 18h (1 hora de intervalo para almoço)8hINI | Inspeção Não Intrusiva – Normas e Regulamentos Técnicos AplicáveisApresentação dos principais pontos da ABNT NBR 16455 e análise da Portaria MTb n.º 1.084/2017Luis Carlos GreggianinEng. Metalúrgico UFRGS. 1983 curso de engenharia de manutenção – PETROBRAS. Petroquisa. 1982 qualificação inspetor de solda nível 2 inspetor de US. LP. PM. Inspetor de fabricação IFN1. Caldeiraria e tubulação. Eng. Especialista inspeção de equipamentos. Braskem

 

OrganizadorHorárioDuração da SessãoMinicursoEmentaInstrutorCurrículo
ABENDI9h às 18h (1 hora de intervalo para almoço)8hMetalurgia e falha dos materiais metálicosIntroduzir os fundamentos da metalurgia e falha dos materiais metálicos, de modo a subsidiar a compreensão dos fenômenos metalúrgicos, mecânicos e eletroquímicos associados. O legado das falhas espetaculares;  Princípios de Engenharia de Confiabilidade e da falha dos materiais; Paradigmas de projeto baseados em confiabilidade; Fundamentos da metalurgia e do comportamento mecânico dos materiais metálicos; Falha por fadiga; Falha por fluência; Falha por corrosão; Ferramentas para análise de falhas.Leonardo Ramalho da SilvaMestrando em Engenharia Metalúrgica e de Materiais pela Poli / USP e Engenheiro de Materiais pela Universidade Federal do ABC. Exerce atualmente as funções de Engenheiro de Materiais e Representante Legal na empresa Integ Engenharia e Instrutor na Abendi (Associação Brasileira de Ensaios Não Destrutivos e Inspeção).
9h às 18h (1 hora de intervalo para almoço)8hTécnicas de END Aplicadas à API 579Introduzir as técnicas de ensaio não destrutivos aplicadas para a avaliação de integridade (Fitness-for-Service) segundo a API RP 579; – Apresentar os recursos das técnicas de ensaio não destrutivo que forneçam informações relevantes para os  procedimentos de avaliação de integridade de equipamentos submetidos à pressão; – Dar ênfase a coleta de dados possíveis de obter pelas técnicas não destrutivas para a realização de uma avaliação de integridade.Ricardo de Oliveira CarnevalEngenheiro Metalúrgico pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Mestre em Ciências Metalúrgicas pela Coordenação de Programas para Pós-graduação em Engenharia. Trabalhou por mais de 36 anos em Pesquisa e Desenvolvimento nas áreas de Inspeção e Ensaios Não-Destrutivos da PETROBRAS. Atualmente presta consultoria nessas áreas

 

OrganizadorHorárioDuração da SessãoMinicursoEmentaInstrutorCurrículo
ABCM9h às 13h4hReparo de Tubulações Metálicas Corroídas Usando Compósitos de Matriz PoliméricaNoções sobre reparo de tubulações metálicas corroídas conduzindo líquidos sob pressão usando-se compósitos de matriz polimérica. Estado da arte: reparos para perda de espessura e para defeitos transpassantes. Ensaios hidrostáticos com e sem temperatura controlada. Materiais. Adesão e aderência. Tratamento das superfícies. Análise de tensões e da integridade. Normas. Exemplos. Problemas abertos. Estrutura necessária: Canhão de projeção e quadro branco.Heraldo Silva da Costa MattosEngenheiro Mecânico (1982), Mestre em Engenharia Mecânica (1984) e Doutor em Engenharia Mecânica (1988) pela PUC-Rio.
9h às 13h4hTensões Residuais em Estruturas e TubulaçõesClassificação e origens das tensões residuais. Principais fontes de tensões residuais. Tensões residuais nos processos de fabricação mecânica. Alívio das tensões residuais.  Efeitos das tensões residuais na fadiga e na vida útil dos componentes estruturais. Métodos experimentais de avaliação das tensões residuais.Maria Cindra FonsecaPossui graduação e mestrado em Engenharia Mecânica pela Universidade da Amizade dos Povos (Moscou-Rússia,1985) e doutorado em Engenharia Metalúrgica e de Materiais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (PEMM/COPPE/UFRJ, 2000). Atualmente é Professor Associado da UFF – Universidade Federal Fluminense, atuando no Departamento de Engenharia Mecânica e no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica.

 

OrganizadorHorárioDuração da SessãoMinicursoEmentaInstrutorCurrículo
ABRACO9h às 16h (1 hora de intervalo para almoço)6hPintura Industrial – BásicoDotar os participantes de conhecimentos básicos de revestimento por tintas e preparo de superfície, aplicação das tintas e sistemas de qualidade em pintura industrial. Com ênfase nas ações preventivas de falhas e defeitos, apresentando noções de orçamento e custo de pintura industrial. O programa inclui: introdução à corrosão eletroquímica; revestimentos protetores; fundamentos da pintura industrial; preparação de superfície para pintura; tintas industriais; cores na pintura industrial; aplicação de tintas industriais; seleção dos esquemas de pintura; compra de tintas e contratação da pintura; controle do processo de aplicação; inspeção e acompanhamento de esquemas de pintura; e aspectos econômicos da pintura industrial – noções de orçamento e custo.Laerce de Paula NunesEngenheiro Metalúrgico e Especialista em Engenharia de Equipamentos, com 30 anos de experiência nas áreas de corrosão, pintura industrial e proteção catódica. Autor de livros e vários trabalhos técnicos nessas áreas. Áreas de atuação como consultor: Pintura industrial, Proteção Catódica e Revestimentos Anticorrosivos.
ABRACO9h às 16h (1 hora de intervalo para almoço)6hGalvanização – processos e aplicaçõesVoltado para as pessoas que desejam conhecer sobre o processo de galvanização por imersão a quente (a fogo). Além de destacar as vantagens da galvanização a fogo, o curso possibilita avaliar a qualidade de uma peça galvanizada por imersão a quente através do conhecimento do processo da galvanização, suas características, benefícios, discussão de cases e conhecimento das aplicações.Carolina de Barros AiresEngenheira Química pela UFMG e Mestrado em Qualidade, Segurança e Meio Ambiente na Otto-von-Guericke Universitaet na Alemanha. Coordenadora de Sistema de Gestão de Qualidade em indústria Metal-Mecânica brasileira e nos últimos 12 anos Engenheira na Nexa inicialmente na área de Processos e atualmente na área de Desenvolvimento de Produtos e Assistência Técnica respondendo por todos os produtos do portfólio da Nexa: Zinco e ligas, Óxido de zinco e Zamac como principais.
FBTS9h às 18h (1 hora de intervalo para almoço)8hRedução de Custos no Processo GMAWDescrição do processo GMAW ou MAG, variáveis de soldagem, tipos de transferência metálica e taxa de deposição, eficácia dos gases de proteção e avaliação dos custos envolvidos.Mário BittencourtEngenheiro Mecânico, com Mestrado em Tecnologia pelo CEFET/RJ e Inspetor de Solda Nível 1 certificado pela FBTS, com mais de 30 anos de atuação nas áreas de Gases Industriais, Inspeção de Fabricação e Tecnologia da Soldagem, com sólido conhecimento técnico